Amar na Teoria é Lindo



Cuidado! Esse texto contém ironias!

O Amor é uma utopia por si só. O desejo de sentir algo diferente e estranho no corpo, de se empolgar com a chegada do outro, a busca por aquele olhar no meio do dia ou da mensagem no meio da noite. O querer sem posse, a espera sem sofrimento, a torcida sem ciúme, a distância sem desconfiança, a saudade sem loucura. 

Na teoria é muito lindo. 

Entretanto, vamos aos fatos, o Amor que a gente sente não é tão perfeito assim. Primeiro porque, sendo meu, ninguém mais encosta a mão. Sendo o “meu Amor”, a primeira pessoa que se meter a besta já leva uma chamada pra ficar esperto. Se insistir, aí eu não me responsabilizo. 

Outra coisa é a questão de dar satisfação. Eu quero sempre saber onde ele está. Claro que é normal isso. É segurança. Vai que acontece alguma coisa no caminho? Por favor, né!? Preciso zelar pelo bem-estar das pessoas que amo. Então, ligar e dizer que chegou em casa, que tá vivo, que já voltou do trabalho, que tá indo pra academia, que chegou na academia, que tá saindo da academia, que tá vivo, é normal. 

Não gosto dessa coisa controladora que outros casais tem por aí. Só acho que, quando a gente ama, é claro que a gente cuida. E é esse cuidado todo que me faz sentir saudade e me perguntar o que a outra pessoa tá fazendo que não me responde no Whatsapp. 

O Amor, pessoal, é essa coisa maluca de, no meio do dia, dar uma incerta no trabalho do outro só pra ver o sorriso, dar um abraço e ver se alguém anda se engraçando. O Amor é isso de querer saber exatamente quantas pessoas já passaram na vida do outro e anotar, que é pra poder confrontar os números numa análise posterior. Isso é carinho. E, sendo bem realista, eu mesmo não tenho muita desconfiança. 

Tenho o sério problema de acreditar nas palavras das pessoas, mas peço foto junto. Quem precisa de álibi é a justiça, eu apenas quero poder seguir confiando. Ah, e claro, se alguma coisa acontecer e houver um fim, desejo toda sorte do mundo pra outra pessoa. Sorte, longe. No Camboja. Onde não tenha internet. 

Vai ser feliz pra lá! 

Ainda assim eu acredito que eu não esteja buscando essa utopia amorosa, mas me aproximo dela. Sou carinhoso, atencioso e sei que todo mundo precisa de espaço. E que o GPS consiga rastrear. Amar até que é fácil. Na teoria é lindo. 

A prática é que demanda tempo.

[ Gustavo Lacombe ]

A Primeira Vez Que Eu Te Vi

tumblr_lxcwnwsoed1qh60xi

Lembro da primeira vez que te vi. Não me apaixonei de cara, mas senti algo diferente. Não cogitei o futuro, mas senti que acontecia algo no presente. Sejamos francos, uma das primeiras coisas que surge é o interesse, a vontade de saber quem é aquela pessoa que chama atenção. Numa comparação com o dito popular, não é que tenha julgado o livro pela capa, mas foi a capa que me deu o interesse de ler.

E poder desvendar o que de repente surgia em mim.

Recordo nossa primeira conversa. Se ali pudesse saber o que aconteceria depois, sairia correndo. Apesar de ser um romântico incurável, também possuo meus mecanismos de defesa. Não gosto de estar entregue, mas, se me entrego, o faço de corpo e alma. Não é uma equação tão simples já que dependo das variáveis do lado de lá (o seu, no caso em questão). É difícil ter coragem de apostar tudo sem medo de sofrer no final.

Costumo dizer, então, que se a gente já soubesse o que aconteceria na nossa história, não haveria graça vivê-la. Entre os passos mal calculados no caminho e alguns cortes que acabaram acontecendo, no final perdurou um amor tão lindo e limpo, tão claro e vivo, tão forte e amigo que o inevitável flashback na minha cabeça me faz sorrir sozinho onde quer que eu esteja. Você ali, parada, prestando atenção em alguma coisa que não era eu e eu pensando:

– Você tem tudo que eu gosto, falta só gostar de mim.

Demorou até. Aprendi mais ainda contigo que nada cria raiz da noite pro dia, mas que as mais inesperadas surpresas podem contribuir para os seus alicerces. O que se constrói beijo a beijo, olhar a olhar, cumplicidade a cumplicidade, é o mesmo que se fortalece na distância, se assegura na saudade e se renova nos reencontros.

Queria eu poder ter uma memória mais privilegiada e lembrar cada acontecimento. Cada vez que dormi ao seu lado, cada gosto novo que experimentamos juntos, cada sorriso. Se transformasse nós dois num filme, com certeza seria o meu predileto. Sem cortes, sem censura, com direito a rotina comum a todos os casais e os dias inesquecíveis exclusivamente nossos. Tudo.

Lembro da primeira vez que te vi, mas seria impossível dizer quantas vezes mais me demorei em você. Ainda assim, lembro de tudo que já senti e sinto. E, então, me pego imaginando como será nossa próxima cena, lembrando da última, e tendo certeza de que te encaro toda vez que fecho os olhos.

Sem close pro fim.

[ Gustavo Lacombe ]

http://www.facebook.com/GustavoLacombeTextos
@glacombetextos

O Que é Verdadeiro Persiste

tumblr_static_tumblr_leqbweshsk1qehtvzo1_500_large

O que é verdadeiro persiste.

Às vezes, abre mão e desiste, mas entende a diferença entre o que existe e o que meramente insiste. Dos sonhos a simples esquisitices – essas vontades fora de hora, vigora aquilo que no peito aflora. E, ainda que seja ignorado por ora, volta e meia se revolta e mostra que ainda resiste.

Já tentou jogar fora alguma coisa e, no dia seguinte, viu que tudo estava ali de volta? Maluquice, eu sei. Mas adianta brigar com o que já criou raiz? Segue feliz, amigo. Não liga. O que é pra ser tem mais força do que a gente pensa, mas tudo também vai depender de como a gente pensa.

Sei que, sim, o que é verdadeiro persiste.

Às vezes, persiste como dor, outras, como uma simples saudade. Pode se passar por cima. Pode ser que encontre mais um motivo qualquer – para esquecer ou lembrar – na próxima esquina, mas o que é verdadeiro é uma praga. No final das contas, é aquilo que essa gente tonta repete à torto e direito nos ouvidos de quem sabe que carregar tal coisa não é defeito.

É apenas o que se sente. E o sentir é para os fortes. Só eles entendem que essa persistência é a virtude de algo maior que o entendível. É que o verdadeiro insiste. Não, calma. Existe. Péra. Persiste. É, isso aí mesmo. Sabe lá o que cada um faz dele, mas o verdadeiro tem uma força além do entendível. Incrível.

O verdadeiro persiste sendo não perecível.

[ Gustavo Lacombe ]

@glacombetextos
http://www.facebook.com/GustavoLacombeTextos

Sobre ter Tesão em Você de Qualquer Jeito

fanfiction-iron-man-burning-1671098,270220141734 Você volta suada de um treino e diz que vai pro banho. Não deixo. O rabo-de-cavalo pingando evidencia que hoje foi pesado e eu até sei o quanto você quer se livrar dessa roupa molhada. Sem problema. Eu ajudo com isso. Me coloco entre a porta e teu corpo melado, agarro pela cintura e logo sinto os soquinhos nas minhas costas em protesto.

- Perdeu, meu bem – eu digo enquanto deixo meu olhar cair no teu.

Te deito no chão e começo a beijar a sua nuca. Mais protestos. “Eu to fedida”, manda. Não me importo. Mesmo. Você é linda de qualquer jeito. E meu tesão por você é maluco também. Ainda mais com esse top decotado e essa calça de ginástica. Não sei os outros caras com suas namoradas e afins, mas eu tenho um tesão do cacete quando te vejo assim. 

Relaxando aos poucos, os beijos vão ficando mais longos. Percebo o quanto te incomoda marcar a minha roupa de suor, o quanto quer descansar depois do treino. Peraí, falta só mais uma série comigo. No chuveiro.

- Vem – digo levantando ela é já tirando a roupa.

Você ri. Levanta uma sobrancelha, me chama de bobo, e pergunta como é que qualquer coisa sobe te vendo naquele estado. Eu rio junto. Isso é vontade misturada com amor e outras coisas mais.

Eu não te desejo apenas maquiada e pronta pra uma festa. Eu te quero suada, ensaboada e te usar como loção pós-barba. Quero te passar em mim, quero ser teu perfume, quero você. Quero você, repito, e especifico: de qualquer jeito que você queira se mostrar pra mim. Te quero no quente, no frio.

- Péra, tá muito fria a água – você fala.

Que a Companhia de água nos perdoe, mas nós dois no banho nunca será economia. Lá vamos nós pro chão do box. Outra ginástica aeróbica no teu dia.

- Eu tava toda suada – manda.
- E linda – eu rebato.
– Eu só queria um banho, mas aí… – diz no pé do meu ouvido.

Só um banho.
E olha no que deu.

[ Gustavo Lacombe ]

@glacombetextos
http://www.facebook.com/GustavoLacombeTextos

Amor do Futuro

tumblr_lgqsyp5TwB1qg9o0ko1_400
Ela não sabe, mas eu sou o cara que vai acabar com as dúvidas dela. Sou o cara que vai fazê-la rever as inseguranças, encarar os medos e descobrir o melhor que se esconde por detrás dos defeitos que ela tanto diz que tem. Sou eu. Vou cruzar o caminho dela mais cedo ou mais tarde, fazendo ela rir à tôa.

Sou o cara que a fará querer adivinhar qual a diferença entre destino e acaso.

Terão dias que ela vai se perguntar os porquês, motivos e afins de ter me deixado ir tão longe. Vai querer fechar o coração de novo, vai ouvir a razão e brigar com si mesma, dizendo que é trouxa. Vai se deparar com mal-entendidos e outras confusões. Nunca iremos beirar aqueles casais de cinema, mas, ainda assim, ela vai ter certeza que sou eu.

Ela não sabe, mas a minha voz vai chamá-la e mexer com ela como nunca antes. Aliás, a maioria dos efeitos será recíproco. Tenho certeza que os carinhos dela em mim acenderão e farão de mim o que quiser. Ela não sabe, mas será o melhor bem que alguém terá me feito. Mesmo que ela diga “mas eu não fiz nada”.

Fará muito ainda.

Ela mal sabe de mim. Imagina que posso vir a ser algo, mas sou distante. Mal posso esperar para estar perto e dentro do coração dela. Vamos por partes. Ela ainda não sabe, mas a relação vai se construir aos poucos e será como poucas também. Hesitaremos como qualquer casal, seguiremos como os que dão certo. Daremos.

Ela não sabe da gente e, sinceramente, eu também não sei. Ainda seremos, mas não nos cruzamos. Um futuro que vem à galope, meio vacilante às vezes, mas vem. Que estejamos atentos para que, quando ela puder saber de mim, eu saiba reparar e saber também dela.

[ Gustavo Lacombe ]
@glacombetextos

No Meio da Nossa Bagunça

tumblr_lsm9ddDqRd1qjra45o1_500

Morro de vontade de saber da tua confusão.

Me perder nos teus detalhes, tuas vontades malucas, teus segredos. Me embrenhar sem medo algum pelas avenidas de indecisões, desviando de “sins” e “nãos” e muitos “quem sabe”. Toparia com seus “hum”, seus “oks” e levantadas de sobrancelhas que já me diriam tudo sem palavras. E já cogitando voltar por vielas de surtos de “quero-viver-tudo-agora” em que você sai batendo a porta e mal olha o que ficou sem arrumar, não teria medo de ficar ali quietinho esperando a sua volta.

É confusão atrás de confusão em ti, eu sei.

Fico imaginando se, depois de você rever um lance aqui e ali do seu dia antes de dormir, me encontrasse te olhando com essa minha cara de bobo de sempre. Sabe aquilo de quem tira uma blusa de cima da cama e acha algo que muito estava precisando só que não conseguia encontrar? Seria eu, de repente na sua frente. Ali, entre todas as tuas coisas, seria apenas mais uma delas. Logicamente seu.

Nem ao menos desejaria a pretensão de ser a mais importante. Me tornaria fundamental aos poucos, se assim fosse possível. Morro de vontade de ver tudo isso de perto, vivo no desejo de ser tudo isso, de certo. Já imaginou isso tudo? Eu já. E se você ousar insinuar que no meio de todos os seus pensamentos e devaneios eu me tornaria mais uma das coisas perdidas, permita-me dizer, meu bem, que a gente sempre se acha no meio da nossa própria bagunça.

E eu sempre quis ser seu ponto de encontro nela.

[ Gustavo Lacombe ]

http://www.facebook.com/GustavoLacombeTextos
@glacombetextos

Todo Mundo Tem Passado

1344630245157-tumblr_m17tosiwEb1qgla6ro1_500

Não se ofenda com meu passado. Eu já vivi muito antes de chegar até aqui. E, mesmo com tudo isso sentido, quero mais. Não te chego sem histórias, mas me faço papel em branco para que possamos, a partir de agora, começarmos a escrever a nossa. Pense, meu bem, que tudo isso de antes foram experiências que me prepararam até chegasse a você.

Sou alguém calejado que experimentou os tantos lados que possui o sentimento. Sou um cara que viveu o amor desesperado, a paixão não reconhecida, a recíproca, a desilusão e o afago na alma de entrar num tão querido coração. E, repito, ainda assim, tenho certeza do tanto que ainda não vi.

Pelos teus olhos, sei que enxergarei o Mundo de maneira diferente.

Sei que, juntos, podemos ser bem mais que duas pessoas se encontrando depois de um certo querer despertado. Mas não criemos expectativas. O que digo agora é apenas um pedido para deixar no passado o que a ele pertence e mirarmos o futuro que, esse sim, nos pertence.

E se ao final de tudo insistirmos em rotular o que aconteceu entre nós, que seja fruto do Destino. Tão maravilhoso e incrível, foi ele o caminho exato para que eu chegasse a você, que você iluminasse meu viver, mostrando o sentido para tudo já passado por nós dois.

Sem dúvidas, eu vivi um bocado, mas nada de antes é comparável ao que eu quero viver com você.

[ Gustavo Lacombe ]

http://www.facebook.com/GustavoLacombeTextos
@glacombetextos