Aceita?

Aceita? – Gustavo Lacombe

Então, diz que me aceita desse jeito estranho que eu me dou. De uma vez, de bandeja, querendo entregar todo o carinho que o coração inventou. Então, diz que abre os braços e me envolve como se fosse o meu cobertor. De noite na cama a gente se ama e de dia renova a nossa verdadeira chama. Então, diz que até que eu não sou perfeito e nunca apareci num sonho de amor. Mas sou bem melhor do que se tivesse sido como imaginou. Aceita eu abrir o meu mundo e te deixar entrar como uma hemorragia. Não vou me conter se você me tomar um pouco mais a cada dia. Então, só pisca, só anda, sorri e vem. Vem que eu não tô aguentando, eu tô te esperando, eu tô te amando, to acelerado pelo seu abraço, maluco carente do beijo, aceita e vem matar o desejo que só se sacia em ti.

Publicado por

Gustavo Lacombe

Gustavo Lacombe, vinte e oito anos e uma vontade de escrever sendo lapidado todos os dias com muito suor e ideias. Tem a certeza de que será preciso quebrar muito a cabeça até conseguir chegar a algum lugar. Escreve por esporte, paixão e prazer - foi assim que fez seus quatro livros. Carioca da gema, acredita no amor bonito, ainda que o amor tenha diversas facetas não tão bonitas assim. Romântico, corredor de fim de tarde e feliz proprietário de um bom violão. É no blog, na página (fb.com/GustavoLacombeTextos) e no instagram (@glacombetextos) que, volta e meia, despeja o que lhe inspira, expira e vive. Ou queria ter vivido.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s