Ciúme Daquele Cara

tumblr_mdpvksuEBx1qmzhmeo1_500_large

Eu sou aquele cara que a sua mulher fecha os olhos e imagina.

Aquele cara que, quando ela lê um bilhete seu, pensa que poderia ter sido escrito por mim. Que, quando você decora um texto e fala no ouvido dela, fica se perguntando onde eu estou e no ouvido de quem eu estou inventando minhas rimas e poesias. Ela deseja saber se sou realmente tudo que escrevo e falo. Se eu vou entendê-la tão bem como prometo nos momentos em que decifro seus códigos, truques e armadilhas.

Eu sou aquele cara que, quando você dorme, entra pelo quarto através do celular, do computador ou só da lembrança de algo que eu disse e ela lembrou. Sou parada obrigatória no dia dela e, porta trancada ou não, eu entro pela fresta. Sou aquele cara que arranca um suspiro à distância, que não precisa nem encostar um dedo nela pra acendê-la ou despertar algum sentimento. Aquele cara que, por mais que você queira igualar, nunca superará.

Só perco pra mim mesmo.

Ainda que não faça nada novo e diferente, ela vai se lembrar de mim enquanto estiver contigo.E, mesmo eu sendo isso tudo, você não deve sentir ciúmes. Porque sou só um personagem que pareço estar perto, mas estou distante demais. Enquanto isso, é você quem a abraça. O que eu só posso fazer com palavras, você pode com braços, pernas, gestos e até o silêncio. Você, sem falar nada, pode viver tudo com ela.

Eu, se não for lido, morro no esquecimento dela.

(Gustavo Lacombe)

Publicado por

Gustavo Lacombe

Gustavo Lacombe, trinta e um anos seguindo com uma vontade de escrever sendo lapidada todos os dias com muito suor e ideias. Tem a certeza de que será preciso quebrar muito a cabeça até conseguir chegar a algum lugar. Escreve por esporte, paixão e prazer - foi assim que fez seus quatro livros. Carioca da gema, acredita no amor bonito, ainda que o amor tenha diversas facetas não tão bonitas assim. Romântico, corredor de fim de tarde e feliz proprietário de um bom violão. É no blog, na página (fb.com/GustavoLacombeTextos) e no instagram (@glacombetextos) que, volta e meia, despeja o que lhe inspira, expira e vive. Ou queria ter vivido.

3 comentários em “Ciúme Daquele Cara”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s