Pela Primeira Vez na Vida

1385918_469060286547964_938548912_n

Não queria alguém que dependesse de mim.

Queria alguém que fosse independente, sabe? Mas – deixa ver se eu consigo explicar isso direito – pela primeira vez na vida, sinto como se alguém precisasse ter a certeza do meu amor pra poder sorrir, poder acordar. Alguém que se completa na reciprocidade que existe em mim. E (ainda que isso pareça exagerado), também pela primeira vez na vida, eu sinto o mesmo.

Há quem chame tudo isso de loucura. É. O que não é o amor se não uma loucura? Digo mais: mesmo que seja só um fogo, uma brasa. Pode ser apenas uma centelha que hoje arde sem pudor no meu peito e parece que será eterna.

Amar é bonito. De todos os caminhos, resolveu o nosso ser assim:

Crescido sem as expectativas de sempre.
Sendo surpreendente como nunca algo foi na minha vida.

(Gustavo Lacombe)

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s