tumblr_lrvadwlC301r3wryqo1_500

Já me perguntei trinta vezes “mas por que ela?”.

Ou você acha que questões assim não surgem de vez em quando? E nada tem a ver com a insegurança. É reflexo de um mundo onde acabamos tendo medo de fazer um queijos e vinhos em casa, mas estar rolando uma verdadeira rave no apartamento do lado – e parecer bem mais interessante do que o que se tem.

Nada que coloque em xeque a escolha. Sendo bem sincero, não troco um hoje por dois amanhãs. Não troco uma verdade por uma promessa. Ainda assim, acho bom ter algumas reflexões do tipo. Posso ver se estou errando, se estou sendo feliz e em qual proporção estamos nos doando. Sentimento também é recíproca.

Relacionamento não é empresa para se fazer balancetes mensais e ter metas para se atingir a cada trimestre, mas é importante manter os pés no chão antes de sair voando de novo depois de um beijo molhado. Tenho certeza que são bem mais felizes os casais que falam sobre aquilo que incomoda ao invés de tornar o problema uma hemorragia sem chance alguma de ser estancada.

Então, por que ela? Bom, a resposta deveria ser incluída no rol dos “porque sim”, “porque não” e “porque eu quero”.
É ela porque eu a amo.

(Lacombe)

Anúncios