tumblr_l925pfepnl1qz59yco1_1280

Quero que você pare de dizer que me ama desse jeito.

Você fica repetindo “eu te amo” à torto e direito sem nem ao menos parar pra pensar se é isso mesmo que você sente. Calma, eu sei que te dói quando eu falo assim e eu não duvido que você goste de mim, mas é que cansei de você dizendo isso como se fosse um favor. Como se eu precisasse que você sentisse isso por mim para que eu pudesse viver!

Olha, não é bem assim.

Eu vivi toda uma vida antes de você chegar e é inegável que eu não quis te tirar dela depois da sua aparição. Você me fazia, faz e eu quero que continue fazendo bem. Daqui a pouco vai ficar parecendo que estou fazendo monólogo aqui e pagando de último biscoito do pacote, mas pelo contrário.

Você acha que eu não sei das meninas que correm atrás de você? Tá, vou encher sua bola: você é bonito, inteligente, carismático. Só não vou falar gostoso porque aí já é demais, mas você sabe todo o potencial que tem. E juro que se eu não enxergasse isso tudo não estaria aqui falando. Juro, também, que se não quisesse ter isso tudo eu nem perderia meu tempo explicando todas essas razões.

A gente tem que parar de ouvir críticas e achar que está fazendo tudo errado. Se eu quero que nós dois possamos nos dar melhor, é porque julgo ser bom pra mim. Não dá pra ver? Não lembra os sorrisos, os bons momentos, o gozo, as tardes cansadas, as madrugadas em claro, as manhãs nos seus braços, o tempo junto? Vou ter que te escrever uma carta e mostrar tudo?

Desenhar?

Caímos na rotina, sim. Estamos vivendo sempre o mais do mesmo, sim. Mas vamos colocar a culpa no trabalho? Nas frustrações? Em que mais você quer colocar a culpa? Em mim? Eu tenho meus defeitos, claro. Pode apontá-los. De você eu aceito muita coisa se vier com respeito. Sou tua mulher e me dou o direito de abrir a guarda e ouvir tuas questões.

Só peço, por favor, que pare de me amar desse jeito. Não preciso da pena de ninguém, mas se me der carinho tudo bem. Eu não quero mãos sendo passadas na minha cabeça, mas, sim, me dando-a e dizendo que está comigo até onde for. Não me ame como se estivesse me fazendo um favor. Me ame por ser amor.

[ Gustavo Lacombe ]

“Destino, Acaso ou Algo Mais Forte”, meu primeiro livro, pode ser adquirido aqui:
http://www.bitly.com/LivroLacombe

Anúncios