tumblr_lhu2h16cVP1qbsbszo1_500_large

Eu sei que não tá tudo bem. Sei que quando a gente se fala as conversas tem parecido vazias e que tem ficado um sentimento de que é preciso esfriar o que aconteceu. Deixar passar, esquecer. Besteira pensar assim, eu sei. Porque, mesmo agindo como se nada tivesse acontecido, agir dessa maneira já é deixar claro que algo tem acontecido. É complicado mesmo, mas você entende?

Deito a cabeça no travesseiro e não consigo dormir.  Lembro de você e me inquieto logo. Penso em mandar uma mensagem, ligar. E ligo, dá ocupado. Ufa, talvez não fosse a hora. Merda, queria falar contigo agora. É ambíguo, é estranho, sou eu lutando pra viver. Só que assim não dá. Esse orgulho bobo no meio de nós dois em que não declaramos o que já se sabe faz tempo. Deixemos de briga e façamos as pazes.

Toda essa guerra fria pra quê?

Sei que muitas vezes acabo saindo como vilão, mas nem sempre a culpa é toda minha. No fundo? Dane-se de quem é culpa, quem começou, quem atirou a primeira pedra ou quem deu o primeiro passo errado. Danem-se as culpas, porque depois só sobraremos nós e o arrependimento em ter desperdiçado esse tempo brigando. E, espero eu, veremos o quanto estivemos errados. Os dois. Juntos.

Que a tristeza por te ter tão nublada entre esses dias em que não estamos bem logo passe. Que volte ao Sol da rotina boa que é ser teu sem medo, sem dúvidas. Eu sei, meu bem, que não estamos nos nossos melhores momentos, mas quero de volta nossos Greatest Hits. Essa distância toda não vai dar em nada de bom pra nós. E é impossível falar em nada quando em nós já deu amor.

[ Gustavo Lacombe ]

Anúncios