tumblr_mpbwfbRoUD1r1kcpso1_500
Tô me tornando alguém pior.

Talvez a palavra seja muito forte, mas solitário e frio se encaixam bem. Fico aqui olhando pras paredes tentando entender como cheguei nesse ponto. Como chegamos… O apartamento está vazio, mas não cabe a saudade. Fico me perguntando e se eu entrar nessa vida bandida de me perder pela noite à procura de aventura, o que vai acontecer. Provavelmente eu não vá mais me apaixonar de novo.

Acreditar nisso pra quê?

Lembro que eu tinha planos. Iam do casamento e nossa Lua de Mel, passava pela construção de um relacionamento lindo, e chegava aos nossos filhos. Tinha uns pensamentos bobos e românticos também. Chegavam até nós dois velhinhos nessas fotos de porta-retratos numa cômoda na casa de algum neto, que certamente passaria e diria: eu quero uma história assim também.

Perdi as contas de quantos copos já bebi. Não, as contas do tempo eu não perdi. Trezentos e sessenta e cinco dias. Um ano. Dizem que um ano passa rápido. Mentira. Quem experimenta uma casa tão quieta e um coração tão barulhento sabe o quanto a falta faz tudo passar mais devagar. Mais um. Copo sempre cheio.

Antes embriagado do que iludido.

A culpa é sua, definitivamente. Por tudo ter se tornado essa dúvida no meu peito, pela vida ter continuado nesse rumo em que alguém pior apareceu dentro de mim, por não acreditar numa das coisas mais fortes que já provei na vida: o amor. Acho que vou acabar continuando nessa vida.

Até você voltar.

[ Gustavo Lacombe ]

Anúncios