Se ainda temos Amor, ainda temos Tudo.

imagesY3909JS4

Eu sei que a gente já passou do limite.

Não estamos perto do fim, mas depois dele. Sei que qualquer movimento agora terá de ser acompanhado com um esforço absurdo de ambas as partes. E, o pior, é que sabemos o quanto estamos desgastados e fracos. Talvez seja aí que tenhamos que nos apoiar.

Sobrou amor, é evidente. Pode ser que falte a paixão, mas aquela faísca é algo que só de aproximar o corpo basta. A centelha no olhar, o frio na barriga e o suor das mãos. Tudo isso acontece por sua causa. Acontecia, acontece e vai continuar. Resta a nós sabermos como fazer o fogo pegar de vez. Ainda há tempo, acredito.

Não acho que estamos perdendo vida ou nos esforçando sem propósito. Somos apenas o resultado de um processo que poderia ter sido muito diferente, mas que não tem como ser rescrito. Podemos, sim, recomeçar. Reacender. Porque sobrou amor.

E se ainda temos amor, ainda temos tudo para sermos felizes.

[ Gustavo Lacombe ]

“Destino, Acaso ou Algo Mais Forte”, meu primeiro livro, pode ser encontrado aqui:
bitly.com/LivroLacombe

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s