Talvez agora não seja uma boa hora. Mas se essa não for a hora, dane-se. Faça com que seja. Sacode teu corpo, manda embora a preguiça e avisa que amanhã a cara de sono é pra lembrar o que bem foi feito na noite. Cutuca teu parceiro e já faz aquela cara de quem sabe o que vai acontecer. Larga o livro na cabeceira, peloamordedeus, e vai fazer amor. E daí se já tá tarde ou é só o início da semana?

Tem que ter hora marcada esse troço!?

“Vejamos o horário… Não tenho agenda”. Faça-me o favor! Se a desculpa for a reunião pela manhã ou a dor de cabeça de sempre, melhor começar a prestar mais atenção. Sou daqueles que acreditam que quando os dois estão satisfeitos a fidelidade é maior. Aquela velha história de não ter que procurar na rua porque, em casa, o serviço é feito direitinho.

Sexo é uma das partes mais importantes da relação, junto com o carinho e o respeito. A pessoa que divide a vida contigo tem o direito de ser amada propriamente. Conheço pessoas que já terminaram por causa de sexo ruim, que já continuaram por conta de sexo bom, que arrumavam desculpa pra dormir na casa do outro todo dia só pra ter sexo. E acho que toda pessoa tem o direito de valorizá-lo o quanto quiser.

Liga um despertador a mais pra amanhã e pronto. Sacode esse lençol aí e vai com tudo. Fala que vai ao banheiro e tira a roupa no meio do caminho. Pula em cima, já chega beijando da cintura pra baixo e pega desprevenido mesmo. Aproveita logo hoje que o motivo é pra fugir da rotina. Isso se ainda precisar de motivo. 

Não tem que precisar.

[ Gustavo Lacombe ]

“Destino, Acaso ou Algo Mais Forte”, meu primeiro livro, pode ser encontrado aqui: bitly.com/LivroLacombe

Anúncios