Bom Conselho

Tenho um ótimo conselho: pare de dar conselhos. Não se importe tanto em ser a voz da razão às pessoas. Diz pra mim qual a experiência de vida que você tem pra ficar apontando para os outros e dizer que “isso é errado” e “isso é certo”? Diz pra mim quantas vezes você já ouviu os seus próprios conselhos e conseguiu não quebrar a cara? Desculpa falar assim, mas se é pra seguir alguma voz, eu vou seguir sempre a do meu coração.

É porque eu canso de te ouvir dizendo para eu não criar expectativa. Já não aguento mais você me falando para eu ir com calma, para analisar as possibilidades e correr atrás do que eu quero. Não, às vezes tudo que eu mais desejo é gastar toda a minha vontade num gole só, aproveitar a chance que se ofereceu e ter um dia de preguiça pra não fazer nada. E, às vezes, eu penso diferente de tudo isso.

Eu mudo demais pra seguir os mesmos planos de sempre.

Não é que eu viva sem roteiro ou descaralhado por aí. Eu não ligo o foda-se pra tudo. Mas é que se for pra pedir ajuda a alguém e conversar esperando ouvir algum aviso, vou procurar meus pais, meus avós, meus tios. Alguém mais velho, mais experiente ou, então, que eu saiba que vai me acrescentar algo. Não você. Não a sua velha máquina de escrever manuais sobre como se comportar na sociedade moderna. Não as suas frases prontas.

É claro que posso te ouvir. Eu ainda não sou surdo. Só não quero que você venha me vendendo as suas ideias como se fossem regras básicas ou a palavra de uma Bíblia. Não quero monólogos intermináveis que torram o saco e enchem a paciência vindos de uma pessoa que ainda nem sabe direito a diferença entre os tantos sentimentos que existem. A vida é mais complicada do que fazer análises rasas sobre o que se passa dentro das pessoas.

E pessoas são bem mais complicadas do que parecem.

Juro que ainda consigo enxergar algo de bom nessa sua tentativa, mas pare de dar tantos conselhos. Quero que você se agarre a chance de dizer “eu não teria feito assim”, não a de esperar falar um “eu te avisei”. Quero a chance de te mandar à merda e dizer que fiz do jeito que eu queria. Até porque, no meu lugar, tenho certeza que você teria feito o mesmo. Os erros são meus e me reservo ao direito de cometê-los. Inclusive os que ainda não cometi.

Quer um bom conselho? Pare de dar conselhos. Vai vivendo. Sem amarras em discursos prontos, sem mágoas guardadas por outras pessoas e transmitidas como mandamentos do Universo, sem a hipocrisia do “faça o que eu digo, não o que eu faço”. Não fique brincando de fazer previsões ou de tentar acertar o que já aconteceu comigo. Resolve teus problemas por aí que eu me ajeito por aqui. E, se quiser aparecer, vem com um abraço.

Não com um conselho.

[ Gustavo Lacombe ]

Para ler mais:
http://www.facebook.com/GustavoLacombeTextos
Para me levar pra casa:
http://www.bitly.com/LivroLacombe

Anúncios

Um comentário sobre “Bom Conselho

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s