E, se der medo, vamos com Medo mesmo.

Tenho medo de tudo não ser como eu tô imaginando.

De, quando eu tiver na sua frente, não sentir as mesmas coisas boas de novo. Essas coisas que eu sinto quando a gente conversa, sabe? As madrugadas são boas ao teu lado. Mesmo aquelas em que estamos distantes. Não queria estragar tudo isso que criamos com a certeza de que não daria certo. Talvez essa seja a hora de parar com as expectativas e simplesmente aproveitar o que está por vir.

De qualquer forma, deve ser isso mesmo o que a Vida faz conosco. Ela nos mostra uma chance e pergunta “vai querer arriscar?”. As coisas ditas “que dão certo” pertencem a interseção de pessoas que ousaram apostar. E tiveram uma pitada de sorte. Porém, a coisa pode ser mais simples de explicar. É como ver uma roupa no manequim e achar que vai ficar lindo. Aí, você experimenta e vê que não era nada daquilo.

Eu tenho esse receio.

Mas, quer saber, é preferível quebrar a cara e dizer que não nos fechamos do que virar o rosto, ignorando solenemente uma porta aberta. E, sabe lá Deus, o que vem depois dela. Não gosto muito de ficar comparando as relações com um jogo, mas o vocabulário é todo próprio dele mesmo. Apostar, avançar, blefar, arriscar, conseguir, cumprir objetivos e, claro, sorte e azar.

Quem sou eu pra tirar esse meu frio na barriga. Passamos tanto tempo pedindo para que algo diferente aconteça, que chega a assustar quando isso, finalmente, acontece. É como aquele velho ditado que diz “cuidado com o que você pede”. Eu queria sair da mesmice. Queria experimentar aquele risinho no canto da boca de novo e uma cosquinha na alma.

E lá me veio nossas conversas até altas horas, uma expectativa inexplicável e um novo sorriso.

Ok, esse agora sou eu me colocando freios antes que tudo soe muito exagerado. Tenho medo disso também. E por mais que a gente imagine que muita coisa possa dar errado, não tem problema. Deixa o Universo conspirar. Contra ou a favor, enquanto estiver ao nosso alcance, podemos fazer tudo dar certo.

[ Gustavo Lacombe ]

“Destino, Acaso ou Algo Mais Forte”, meu primeiro livro, pode ser encontrado aqui:
http://www.bitly.com/LivroLacombe

Anúncios

6 comentários sobre “E, se der medo, vamos com Medo mesmo.

  1. Conheci você e suas crônicas na sua página do facebook e, quer saber? A cada texto seu que leio eu me inspiro muito mais. Fico cada vez mais certa de que transformar sentimentos em palavras é o que quero fazer. Muito obrigada por me fazer querer cada vez mais o que eu gosto.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s