Quanto Vale o Sexo? – #ClubeDepoisDaMeiaNoite

Sempre que se conversa com um casal surge a pergunta sobre o quanto é importante o Amor que une os dois e como isso é fundamental para que eles permaneçam juntos. É inegável que a existência do sentimento seja mais que relevante para que eles possam seguir em frente, mas e em relação ao sexo? Qual será o tamanho da importância que ele tem dentro de um relacionamento?

Sexo é fundamental, eu diria.

Obviamente não é o que faz um casal ficar junto. Até porque, quando os dois se entendem apenas em cima da cama (ou seja lá onde for que eles façam) a coisa já está ruim há algum tempo. Se for para ter apenas um corpo disponível e gozar existem outros meios de se conseguir isso – sem toda a carga emocional que um relacionamento falido carrega.

Ainda assim, o sexo, o foder, o fazer amor é primordial no íntimo do casal. É onde ocorre a mais perfeita expressão do “eu te amo”. É quando você faz de tudo para dar prazer ao parceiro e mostrar que aquilo é uma retribuição por todo o bem que ele te faz. O ato se transforma na melhor definição da sintonia dos dois.

Não gosto de colocar em porcentagem, mas já conversei com algumas pessoas que chegaram a dizer que ele corresponde a uns 80/85% da relação. E o principal argumento era de que as pessoas que são companheiras, solícitas e prontas para nos ajudar são chamados de amigos. Nessa linha, um relacionamento também envolve amizade, mas exige mais do que isso.

A verdade é que a discussão pode ser longa.

Um namoro é a reunião de uma série de fatores que contribuem para que duas pessoas continuem se querendo. Vai existir ali o respeito, o carinho, a admiração, a amizade, o tesão e outras coisas. Cada uma delas será exigida em maior ou menor grau dependendo da situação, mas certamente elas precisam estar em equilíbrio. É essa harmonia entre os valores que vai refinando o que se tem.

Sexo, então, vai ter valor diferente para cada um. Vai poder ser comparado com qualquer gesto de carinho e de atenção, mas nunca poderá se colocar na balança para se saber o seu peso exato. Essa é apenas mais uma das variáveis que precisam ser ajustadas entre o casal. Só eles poderão dimensionar. Fundamental, mesmo, é ser feliz.

E aí, sim, tenho certeza de que a felicidade passa por um bom sexo.

[ Gustavo Lacombe ]

Publicado por

Gustavo Lacombe

Gustavo Lacombe, vinte e oito anos e uma vontade de escrever sendo lapidado todos os dias com muito suor e ideias. Tem a certeza de que será preciso quebrar muito a cabeça até conseguir chegar a algum lugar. Escreve por esporte, paixão e prazer - foi assim que fez seus quatro livros. Carioca da gema, acredita no amor bonito, ainda que o amor tenha diversas facetas não tão bonitas assim. Romântico, corredor de fim de tarde e feliz proprietário de um bom violão. É no blog, na página (fb.com/GustavoLacombeTextos) e no instagram (@glacombetextos) que, volta e meia, despeja o que lhe inspira, expira e vive. Ou queria ter vivido.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s