Relacionamento é (BEM) Mais Que Amor

Afinal, do que são feitos os relacionamentos que dão certo?

Talvez a resposta para essa pergunta comece, justamente, pelo que faz um namoro não dar certo – ou um casamento, um ajuntamento, uma união estável etc. O que faz dar errado é ter “só Amor”, “só carinho”, “só respeito”, “só equilíbrio”. Esse “só” faz com que todos os pilares de sustentação venham ao chão e deixam apenas um deles aguentando o peso de todo o resto.

A Vida a dois não é fácil. Talvez você já tenha reparado o quanto as pessoas podem se parecer, mas são Universos totalmente diferentes entre si. Não há um pragmatismo aqui que te fará conviver bem com todas. Aliás, desista de querer agradar a todos. Nosso foco, então, volta-se para apenas uma: aquela que com quem se quer dividir bem mais que uma pipoca no cinema.

Acredito eu que a chave para um relacionamento dar certo (anotem!!) é a tão famosa reciprocidade. E por que uma palavra tão grande entra no lugar de respeito, vontade, querer, paixão ou cumplicidade? Por que toma o espaço do Amor? Ao meu ver, não toma espaço de ninguém; reforça-o. E é até simples. Reciprocidade é a correspondência mútua; é o olhar na mesma direção; é todo o conjunto de sentimentos existente em um que encontra sintonia no outro.

Veja bem, não acho que seja a equivalência do sentir.

Não é preciso carregar um Amor do mesmo tamanho para construir algo forte. Não é preciso ter o mesmo carinho, a mesma paixão. É claro que o respeito e os valores de cada um precisam ser suficientes para o outro, mas é normal se encontrar algo a mais numa das partes. Negar que todo relacionamento tem lá seus pequenos desequilíbrios é fechar os olhos para os defeitos inerentes aos seres humanos.

Aqui e agora, eu sei, você me perguntará “então, que diabos a recíproca faz nessa suposta falta de equilíbrio?”. Fácil: se todo sentimento existente num encontra correspondência no outro, se estabelece uma harmonia. Se existe a entrega mútua, o querer mútuo, a vontade mútua de acertar, o amor mútuo que acende, a saudade mútua que faz querer mais, a lealdade mútua na caminhada e toda essa mutualidade do bem, dá certo.

E assim, quando alguém te fizer entender que um relacionamento é mais que tesão, mais que vontade e até mesmo mais que Amor, talvez você entenda o que é querer alguém pra sempre na sua Vida. É quando alguém te mostra que o encaixe perfeito é justamente feito pelo eco de todo bem doado e entregue de volta.

Recíproco.

[ Gustavo Lacombe ]

“O Amor é Para os Raros”, meu segundo livro, pode ser adquirido aqui: http://bit.ly/AmorParaRaros

Anúncios

Um comentário sobre “Relacionamento é (BEM) Mais Que Amor

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s