Imagem

Alguns “tô com saudade” são mentiras

Tem muita gente que faz isso de sacanagem, mas também tem quem faça sem perceber que está prejudicando o emocional do outro. Ainda assim, com ou sem intenção, é meio foda perceber que tem gente que tenta nos manter em banho-maria só pra não perder o “contato certo”. E, cara, algumas situações ficam na cara. Nós é que nos fazemos de idiota mesmo por conta de uma carência, de um desejo, uma vontade que o corpo ainda tem de provar aquele gosto repetidamente. Uma hora se aprende? Bom, era pra ser assim. Mas não é garantido. Há quem precise tomar muita porrada até conseguir se defender. Há quem tenha que ter vários “déjà fu”, o popular “já vi isso me foder alguma vez”, pra parar de dar uns moles. Só que eu sei o quanto é tentador responder aquele “Tô com saudade” com um “também”. Sei que o dedo coça pra dizer “pensei em você”, “quero te encontrar” e outras variações possíveis. Minha dica, ou conselho – e olha que eu detesto dar conselhos, é que a Vida é muito curta pra gente não ter uns esquemas errados de vez em quando. Muito curta pra não aproveitá-la, se envolver sem compromisso, provar algumas bocas. Mas também é muito curta pra ficar sendo feito de trouxa pra sempre. No máximo, então, sejamos um “trouxa consciente”. Você sabe que o que aquela pessoa quer, você sabe que não deveria cair no jogo, mas você também sabe colocar barreiras dentro de si. E, se você ainda não sabe como fazer isso, um dia aprende. Eu te garanto. Uma hora, depois de tanto ser o brinquedo, a gente finalmente passa a ser o jogador.

#ahlacombe
#GustavoLacombe 💛📚


Quer me ler mais? Me leve pra casa! Compre meus livros pelo link da bio ou aqui:
http://www.gustavolacombe.com.br/livros

Imagem

Me Leva Pra Sua Casa

Sempre que começo uma campanha nova de promoção dos livros eu fico pensando que estou ajudando que mais pessoas tenham acesso ao conteúdo que eu produzo e, claro, dando aquela boa oportunidade a quem estava esperando uma promoçãozinha. Do outro lado fica o pensamento de “será que agora todo mundo vai sempre esperar uma promo?” É o pensamento do cara que precisa produzir, que quer ver os seus livros voando por aí, mas que também precisa pagar conta.

Agora que é Carnaval, resolvi fazer mais alguns agrados para os que estão esperando e, claro, tento movimentar a página com mais gente chegando e conhecendo os textos. Mais que números, mais que likes, mais que engajamento, todo escritor precisa, na verdade, de leitores reais. Gente que acompanha, que está sempre ligada nas novidades e que até cobra um livro novo. Eu curto isso e acho que é um puta elogio já que é alguém demonstrando o seu carinho com o que já foi escrito.

O link tá aqui em cima no menu do site (www.gustavolacombe.com.br/promocarnaval) e se vocês tiverem alguma dúvida basta entrar em contato. No combo com o Versos + 1 à escolha, o livro a ser enviado junto precisa ser enviado por email (gl_santana@hotmail.com) para se formalizar o pedido, mas não se preocupem porque sou eu mesmo que cuido de tudo. Tudo mesmo! Haha! Não existe isso de “Equipe do Lacombe”, apesar de eu achar uma ideia genial.

E sempre que eu disser “me levem pra sua casa” nada mais é que a pura verdade já que 1) pelo direito autoral, toda obra carrega consigo uma parte imaterial do autor e 2) muito do que eu vivi está ali naquelas páginas, sendo muito foda saber que vou estar nas suas mãos depois de ter escrito a grande maioria desses versos sozinho.

Então, é isso. Se tiverem mais alguma dúvida, crítica, elogio ou sugestão, estou às ordens.

Beijos!

Gustavo

1) COMBO Clube 1 + Clube 2 #TextosProibidos = https://pag.ae/7VL9smSVr

2) COMBO Versos Que Camuflei + Qualquer Livro do Lacombe = https://pag.ae/7VLkTf4TN
na hora da compra, envie para gl_santana@hotmail.com a sua escolha de livro

3) COMBO 5 livros + Caderninho da Gratidão (+ bag e cartinha) = https://pag.ae/7VLkTSZzr

4) COMBO Amor + Clubes 1 e 2 (+ bag) = https://pag.ae/7VLkV24Kn

Todos já com frete e marcadores de págins incluídos e, claro, aquele autógrafo lindão garantido!
Alguma dúvida? Escreva ou deixe um comentário aqui! ;P

Imagem

Já chegou Carnaval

Chegou. A semana mais esperada por muitos – alguns pra folia, outros pro descanso – mas definitivamente esperada. Aos que vão curtir, que o façam com sabedoria e inteligência. É foda ter que fazer post todo ano ensinando macho a se comportar nos blocos. Depois do “não” tudo é assédio e, convenhamos, não dá pra estragar o carnaval dos outros por conta de uma babaquice. A reflexão que fica, depois de ler algo que um amigo postou ontem, é que muita gente coloca uma máscara, fantasia e se revela como realmente é. Usa de pretexto a liberação dos dias de momo pra poder fazer merda. No bom português, desfila seu caráter ruim alegando que pode ser isso aí mesmo porque é Carnaval. Como dizem na Bahia: uma porra! E é justamente tentando evitar esses bloquinhos de confusão que muita gente sai da cidade, vai pro mato, vai pra praia onde não há festa, fica no sossego, retoma a assinatura do Netflix ou, por que não?, faz programas dentro da cidade que são completamente opostos ao do folião. Justo. Carnaval é festa democrática, é feriado pra ser aproveitado e na quarta-feira sempre se depara com o saldo: estragado ou renovado. O que vale, claro, é usá-lo para ser feliz. Gente feliz não enche o saco já diz aquele belo ditado que a sabedoria popular canta a plenos pulmões por aí. E, na real, se cada um se dedicasse a cuidar de si sem querer atravessar o samba dos outros, o Mundo seria um lugar melhor. Enfim, eu espero que você saiba bem o que quer fazer, que aproveite sem moderação e ser um cuzão. Usem camisinha, usem do bom senso e usem o que quiserem usar, mas saibam respeitar. Não tô aqui pra pagar de falso moralista. E se você quiser ir pra um retiro espiritual, renovar suas conexões com Deus, se quiser passar longe de qualquer coisa, que também seja proveitoso. O que não dá, seja qual for a data, é pra ficar naquela competição idiota de quem é que está realmente aproveitando mais a vida. Cada um sabe como ser feliz e vamos voltar à linha acima em que escrevo sobre saber onde lhe aperta o calo sem querer pisar no pé dos outros. Muitas metáforas, analogias e purpurina, né? Haha! Já virou carnaval! Já chegou. Que seja bem-vindo esse tempo de festa. Ou descanso e paz. Amém.

Gustavo Lacombe

Vai rolar promo de carnaval dos livros!
Já já começa aqui:
http://www.gustavolacombe.com.br/promo

Imagem

Talvez Você não seja isso tudo

Oi, cara, tudo bem? Eu sei que você está lendo esse texto com lágrimas nos olhos e sua vontade é sumir, mas não é sofrendo calado que as coisas vão se acertar. Não é se rebaixado que você vai chegar a algum lugar. Tem coisa que demora mesmo e se a sua estrela ainda não brilhou não foi por falta de vontade. Talvez você não seja tão bom, e me perdoa falar assim. É apenas uma verdade que muita gente não se permite enxergar. Não cometa esse erro. Até porque isso não quer dizer que o seu tempo acabou. Quer dizer apenas que você precisa continuar trabalhando. Tentando. Aprendendo. Quem é que se acha tão foda assim que aos 30 anos já sabe todas as respostas e tem tudo nas mãos? Quem é que aos 25 já estava com a vida feita e sem precisar se dedicar? Talvez umas poucas pessoas, mas essa é a realidade da maioria? E se comparar vai te levar a algum lugar? Eu queria muito que teu telefone tocasse hoje à noite com aquela proposta que você sempre esperou. Queria mesmo. Queria que você pudesse ser mais admirado pelas pessoas que você deseja admiração, mas se elas não te olham assim, só uma coisa a dizer: foda-se. Você não precisa da aprovação dos outros pra ser feliz, mas se você quer ser parte de um mercado, continue batalhando e buscando seu lugar. Você ainda vai ter muitos dias ruins, eu te garanto. Mas também prometo felicidade noutros dias também. A vida é uma roda-gigante do cacete e tomar as porradas acaba nos deixando mais fortes. Eu sei que você queria ser muito mais, mas enquanto isso vai se virando com o que tem. Uma hora sua estrela brilha, mas ela vai querer te encontrar seguindo os passos de maneira confiante. E certa. E árdua. Você pode não ser maravilhoso hoje, mas estamos construindo o caminho. Um dia, por mais longa que possa ser a jornada, vai dar certo. E vai dar como tem que ser, o que às vezes é distante de como você queria que fosse. Eu bem sei que dá vontade de jogar tudo pro alto e desistir, mas se você abre mão dos seus sonhos, o que sobra? Aqui não sobraria nada. Imagino que aí também.

Imagem

Acreditar em Sonhos

Eu preciso que você acredite em mim.

Eu sou seu próximo sonho. Não tô falando da vontade de comer sorvete ou do desejo de sair por aí sem rumo com a necessidade de voltar pra casa. Eu sou aquele que te faz levantar, que te dá um motivo pra continuar e que continua martelando na sua cabeça todos os dias a seguinte pergunta: como será um possível realizá-lo?

Você pode estar se perguntando o porquê de estar aqui cara a cara comigo e sendo obrigado a aceitar que aquela Coca gelada num dia de muito calor não é passível de virar um “não seria um sonho!?” que a gente sempre diz quando quer desesperadamente algo imediato. Confuso? O que quero te dizer é que eu sou aquilo que te faz querer viver. Aquilo que te dá um Norte, uma direção e propósito.

Entende como é raso me comparar com um refrigerante que se acaba em cinco minutos?

O recado que quero te dar hoje é: continua acreditando em mim. Por favor. E não digo isso porque sou bonzinho com você, mas porque eu não quero morrer. Eu preciso que você creia, que você continue me alimentando, que você continue buscando (do seu jeito, tudo bem) uma maneira de fazer dar certo. Ou eu nunca mais vou poder ter a chance de acontecer.

E digo isso porque não importa que outra pessoa sonhe parecido. Não importa que alguém pense ou queira algo similar. Eu, você e nosso futuro juntos só pode ser escrito, vivido e presenciado caso nós dois estejamos lá. Não adianta querer ser uma coisa e essa coisa ser de outra pessoa. Ela se transforma e vira algo completamente diferente. Você é o único representante na face da Terra de mim. E eu, como parte interessada, sei que não tenho muito que falar além de “siga me buscando”.

Não pense que eu não entendo as frustrações.

Se fosse por nós, isso tudo aqui já teria acontecido FAZ TEMPO. E falo isso sem medo de errar, mas as coisas não acontecem no momento exato em que pensamos “poxa, seria incrível me tornar agora quem eu quero ser daqui a 10 anos”. É preciso um acordo com o Tempo. E, olha, eu falei com ele esses dias e ele se mostrou completamente de acordo – contanto que façamos a nossa parte. Eu te motivo, você não desiste. Ok?

Eu preciso que você acredite. Até porque aqui cabe aquela frase de uma música famosa que eu nunca entendi, mas agora percebo que se trata disso: se não eu, quem vai fazer você feliz? Siga. Continue. Vamos juntos. Até o final.

( Gustavo Lacombe)

Meu novo livro #TextosProibidos do está em pré-venda aqui no site! Acesse e garanta o seu:
http://www.gustavolacombe.com.br/prevendatextosproibidos

Imagem

Você Não é Seus Traumas

Ela entrou no metrô e correu pra uma cadeira no fundo do vagão. Torceu pra que ninguém a incomodasse e que as lágrimas escorressem sem muita pressa porque queria sentir aquilo. Queria ouvir cada poro do seu corpo gritar o quanto havia sido idiota por dispensar alguém que a queria tão bem. As palavras dele continuavam a varrer o chão da sua cabeça, mas não limpavam nada, apenas espalhavam o lixo que outra pessoa havia deixado. “Você não é seus traumas”, ficava em looping aquela voz doce lhe dizendo a maior verdade que não queria admitir. A mão estendida, a promessa de paz, e o medo. Tudo junto. Ela poderia facilmente ter dito “sim”, mas algo a impediu e isso era o mais paradoxal de todo aquele cenário. Ela se afogou na negação com a certeza de que o coração perdia uma nova chance de ser feliz. Mas havia o receio. O temor. São tantos nomes pra mesma merda que ela saiu correndo e dizendo apenas um “não posso” que fez com que a outra pessoa se perguntasse “onde foi que eu errei?”. Em nenhum lugar. Em nenhum momento. Em nada. Às vezes, alguns erros vem precedidos de feridas que ainda não cicatrizaram e acabamos cometendo mais um ao afirmar que, se existisse sentimento, o outro esqueceria aquilo que aconteceu de ruim e abriria os braços na certeza de que agora pode ser feliz em paz. Besteira. É leviano afirmar isso. O que fode tudo não é a rejeição ao novo, mas a reafirmação de que o velho ainda importa. Ainda estraga o presente. Ainda está ali, pronto para atacar e mostrar que aquela menina solitária sentada num vagão meio-vazio do metrô tem o coração ainda devastado por alguém que não soube cuidar dela, e que ainda não sabe dizer “sim” pra si mesma e para as novas oportunidades que a vida põe na sua frente. Como ela, eu sei, existem outras milhares de pessoas que todos os dias deixam que os seus passados ainda lancem a mão pesada da dor sobre suas rotinas. E o pior de tudo é ter que ficar ouvindo em replay “você não é os seus traumas” e se sentir impotente. Enfim, cada um e cada coisa tem seu tempo. Cada cicatrização também. Cada lágrima que escorria naquela vagão também.

[ Gustavo Lacombe ]

Para comprar meus livros: http://www.gustavolacombe.com.br/livros

Imagem

O Amor Aceita Tudo

O Amor aceita tudo. Aceita que pessoas completamente diferentes podem se encontrar e dar um jeito para ficarem juntas. Aquelas pessoas que as outras pessoas olham meio torto, sabe?, sem entender como que elas estão construindo algo. Pois bem, o Amor as aceita assim como elas são e elas, sabendo da limitação de cada um, apostam no que podem ser. Juntos. O Amor aceita que gente completamente parecida, com gênios fortes parecidos, com personalidades fortes parecidas, com indecisões parecidas, tenham um relacionamento gostoso. Mesmo que elas briguem muito, que volta e meia entrem numa discussão exatamente pelo caráter muito similar que cada uma tem. O Amor as aceita, abre os braços e segue firme a sua caminhada. O Amor aceita que você ame alguém sem recíproca. Sendo genuíno, uma hora ele entende que deve continuar sua trajetória e passa a desejar com toda a sua força o bem daquela pessoa que se amou. É claro que seria muito melhor que o sentimento fosse correspondido, mas não sendo, o Amor deseja sorte – para quem vai, para quem fica e para o próximo encontro. O Amor até aceita que alguém brinque com ele. Desperdice-o. Aceita que o outro teve a coragem de exercer o seu livre arbítrio e fez uma escolha. Machucou? Sim, mas nem por isso ele nega o que houve. Aceita que houve um erro e decide se quer ficar ou não, decide se perdoa ou não (que no final acabam sendo coisas diferentes). O Amor ainda aceita que você seja covarde. Que você não se declare. Que perca a oportunidade. Aceita, acolhe o teu sentimento, mas se sente livre para mudar pra um arrependimento ou, pior, a ir embora. Veja bem, a frase “o Amor aceita tudo” já passou da hora de ser ressignificada. Chegou o momento de valorizar o que realmente importa e, ainda que se fique triste, que a dor não defina nossos próximos passos. O Amor que aceita tudo é o mesmo que sabe das voltas que o Mundo dá e da Lei do Retorno. Ele não esperneia por quem não quer ficar, mas para quem o trata bem ele abre seus braços e transforma uma vida em lar.

( Gustavo Lacombe )

Quer me ler mais? Acesse http://www.gustavolacombe.com.br/livros e adquira meus livros! 😉

Imagem

Seu Futuro Não é Essa Dor

Eu queria poder arrancar do teu coração essa dor que te causaram. Esse descaso. Essa falta de carinho. Descobrir uma sacanagem não é em si a pior parte, mas sim a certeza de que o outro não levava tão à sério o sentimento como você levava. É o “tanto faz” que mata. Desculpa dizer isso, mas tenho quase certeza de que se ele virasse e dissesse “eu me apaixonei por outra pessoa” doeria menos. E seria assim porque ao menos há um sentimento que justifique. Essa indiferença é foda. Essa sensação de que não foi porra nenhuma, de que era a mesma coisa que nada. Agora? Só o tempo. E eu sei o quanto é estranho pensar que vai passar. Alguém que era tudo e preferiu ser… pois é. Se foi ontem e ainda doer hoje, não tente não sentir. Digo isso porque varrer pra debaixo do tapete só te fará mais mal. A dor é inevitável, mas seguir é prioritário. Deleta, bloqueia, manda à merda, queima com as amigas, não toca mais no nome, joga fora as recordações, ocupa aos poucos a rotina com outras coisas. Talvez dê vontade de tomar um porre, ligar pra um contato, fazer uma merda por aí. Talvez dê vontade de sair correndo e parar na frente da casa dele. Você vai viver o misto dessas sensações e eu entendo até se disser que já passou por isso. A gente se machuca quando se entrega. E não nos entregamos só uma vez na vida. O trincado fica no coração, mas a cola é amor. Próprio. Teu futuro não é isso, sabe? Amanhã doerá bem menos e você vai ver que um pé torcido é pior. Tem que ser pior do que esquecer alguém que te faz tanto mal. No fundo, fica aquela sensação de que “se livrou”. Demora até perceber isso, mas quando bater vai te encher de um jeito que o sorriso voltará inteiro ao teu rosto e talvez você nem se lembre – da dor, porque de certa forma toda decepção fica. Desculpa afirmar isso, mas não foque no deu errado. Veja o quanto você esteve certa e continua ao seguir teu rumo. Vai viver tua vida e construir tua história. O que deu errado vai ser só um tijolinho. Daqueles que a gente passa e nem vê.

[ Gustavo Lacombe ]

Quer me ler mais? Compre meus livros! Aqui:
http://www.gustavolacombe.com.br/livros

Imagem

Fotos Antigas

Outro dia respondi a pergunta se ainda sentia algo por você. Não, eu não sinto. Sinto uma pontada de que poderíamos ter sido mais, mas que não fomos por algum motivo. São os desencontros que não valem a pena serem mencionados aqui. Mas eu relutei até ter coragem de apagar todas as suas fotos. Até conseguir me desfazer de memórias vivas que ficaram atiçando as memórias que existem dentro de mim. É impossível não vê-las e passar incólume. Volta e meia eu me arranhava quando abria o rolo de câmera. Hoje, enfim, apaguei. Deletei aqueles sorrisos, aquelas imagens, até aqueles nudes. Eu vou lembrar pra sempre e obviamente do teu corpo no meu, da tua boca na minha, da minha boca em outras partes tuas e tudo vivido. Isso nem mesmo uma lavagem cerebral apagaria. Eu só não preciso carregar essas evidências comigo. Eu não preciso topar com nossos sorrisos quando vou mostrar algo aos amigos ou contar de uma viagem que fiz para alguém novo. Eu desejo e espero que você esteja bem, sem carregar nada de ruim aí dentro e sendo a pessoa maravilhosa que conheci. Foi foda ter que deletar as mensagens no início, foi difícil ficar sem falar contigo, foi estranho te ver sumindo dos meus dias. Foi necessário apagar esse restinho pra ter certeza de que podemos ter sido muito, mas hoje já não somos mais nada.

[ Gustavo Lacombe ]

Para comprar meus livros e me levar pra casa:
http://www.gustavolacombe.com.br/livros